No Jornal do Commercio, Jack defende corte de gastos na máquina pública para gerar emprego em Manaus

Em entrevista ao programa “Palanque JC” do Jornal do Commercio, nesta terça-feira (20), o cientista político e candidato a vereador de Manaus, Jack Serafim (PSDB), voltou a defender o corte de gastos na Prefeitura e Câmara de Vereadores, para investimento em mais políticas públicas voltadas à geração de emprego, além do desenvolvimento de setores estratégicos para o fortalecimento econômico de Manaus.

Jack vem se destacando em suas defesas e surge como um dos nomes forte desta nova geração, tendo como sua principal proposta a redução abusiva dos gastos públicos. “Eu faço parte de uma corrente de pessoas no Brasil, que defende que os custos da Prefeitura devem ser mínimos para que eles se transformem em políticas públicas. O orçamento de uma Prefeitura ou de qualquer administração no país, já tem metade do orçamento comprometido só para pagamento de folha. Sem falar os gastos com a manutenção das secretarias, como: energia, aluguel de carro e gasolina. Então, quando você vai ver praticamente todo orçamento já foi gasto somente com a máquina, e sobra o mínimo para políticas públicas. Isso não faz sentido algum! Então é necessário que se diminua o tamanho dessa máquina, para que esse dinheiro seja transformado em investimentos para os manauaras, e essa iniciativa deve partir da Câmara de Vereadores”.

Ainda segundo Jack, o corte de gastos na máquina pública é necessário para que a Prefeitura realize mais obras e políticas públicas como, por exemplo, novas feiras populares, incentivo à cultura, ao esporte e até a criação de uma Bolsa Estágio para os jovens. “É muito recurso para pouco resultado. Por isto, vou propor a extinção do pagamento de combustível e aluguel de carro para o vereador, e aplicar esse dinheiro para a criação de uma bolsa de estágio para os jovens poderem ter uma primeira ocupação dentro da Prefeitura, da Câmara ou empresas. Tirando assim, nossa juventude da ociosidade e gerando oportunidades e a experiência necessária para ingressarem no mercado de trabalho. Mas lamentavelmente, hoje esse dinheiro é gasto com uma máquina que é pesada, e que não alcança os manauaras como deveria alcançar”.

Jack também defende a transparência cada vez mais aberta do poder público, sendo ele um dos que mais denunciou sobre o caos na saúde em meio à pandemia, relatando fatos, que hoje dão como prisão de ex-secretários de Estado, e o envolvimento do Governador Wilson Lima.

“Faço parte de uma geração que quer mudar essa realidade, quer mudar essa história para melhor. A gente precisa devolver para os manauaras o seu destino. E não se faz isso reclamando em casa. Não se faz isso reclamando na internet. Se faz isso dando a cara à tapa, colocando a mão na massa. E eu tenho encontrado uma Manaus que está descrente, e meu maior desafio como cientista político inclusive, é poder ter a chance de devolver para os manauaras a fé em Manaus. Não podemos perder a fé naquilo que somos como cidade. Não podemos perder a fé naquilo que somos como amazonenses. Nós precisamos realmente tomar a política dos bandidos e devolver para o povo. Político de verdade é aquele que usa a política para transformar a vida das pessoas para melhor. E se isso não está acontecendo, a gente precisa fazer com que a fila ande. E sem dúvidas nenhuma não há nenhum outro nome que esteja tão comprometido com essa mudança, do que o Jack 45999”, finalizou destacando que não é filho de empresário e que seu nome não tem ligação com políticos.

Um novo diferente

Disputando pela primeira vez uma eleição pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) com o número 45999, Jack faz parte de uma nova geração de políticos com formação e experiência que devem marcar uma das maiores mudanças que a Câmara de Manaus já viveu.

O candidato é oposição ao grupo político de Wilson Lima e buscou um partido fora do arco de alianças do governador. Conheça todas as suas propostas clicando no link a seguir: https://linktr.ee/jackserafim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *