RD Engenharia lança o primeiro empreendimento popular com controle à distância

A mãe sai para o trabalho cedo e deixa o filho dormindo. No horário de levantar, ela dá o comando à distância para que “Alexia”, um sistema de controle remoto, desligue o split e acenda as luzes, acordando o filho, mesmo sem ela estar por perto. O que era uma realidade apenas para os que podiam desembolsar grandes quantias tornou-se acessível a todas as classes SOCIAIS. Os compradores do ‘Minha Casa, Minha Vida’ (MCMV) terão acesso aos recursos otimizadores da vida moderna ainda este ano.

A RD Engenharia lançou, na zona Leste de Manaus, o primeiro empreendimento inteligente, voltado para os clientes do ‘Minha Casa, Minha Vida’, programa do Governo federal focado na redução de déficit habitacional brasileiro a partir do oferecimento de moradias com valor acessível e de qualidade.

“O custo operacional para construir unidades habitacionais populares com automação era impraticável no Amazonas. Numa viagem ao exterior, visitei diversas casas com automação. Ao chegar a Manaus, lancei um desafio: desenvolver um kit de automação que tivesse o custo enquadrado dentro dos valores estipulados pelo Governo Federal para os apartamentos do MCMV”, relembrou o presidente da RD Engenharia, Romero Reis.

Em 2019, a construtora amazonense iniciou as pesquisas e estudos com alguns institutos da cidade de Manaus em busca do kit que unisse tecnologia a baixo custo de produção. A IOTECH (empresa especializada em automação com foco em IOT – INTERNET DAS COISAS) foi a que apresentou melhor solução para o problema apresentado, agregar bem-estar sem onerar excessivamente o valor do imóvel.

Kit Inteligente

O kit Apê Inteligente conta com: interruptores inteligentes e digitais, receptor infravermelho e um echo dot (comando de voz). Os proprietários podem enviar comandos para ligar ou desligar as luzes, ar condicionado, televisão ou outros eletrônicos. Não é necessário estar no ambiente para o funcionamento do sistema. “O cliente pode estar fora de casa, dar o comando à distância para que as operações sejam realizadas, independente da sua presença física. Além disso, os usuários contarão com outra comodidade, poderão acionar estes mesmos itens dentro de casa através do comando de voz”, proporcionar qualidade de vida é uma meta constante da RD, reiterou Romero Reis.

O kit desenvolvido pela IOTECH é um dos diferenciais da terceira fase do Leve Castanheiras Residencial Park, situado no bairro Gilberto Mestrinho, Zona Leste de Manaus. “A automação já está embutida no custo final do apartamento, que segue o parâmetro de valores do MCMV, que oscilam de R$ 168.000,00 a R$ 181.000,00. Este apartamento especificamente será negociado no lançamento, no mês de agosto, com o valor a partir de R$ 162.000,00. Morar bem não significa pagar mais caro. Pelo contrário, a RD investiu em tecnologia para proporcionar conforto com baixo custo de aquisição”, explicou Elias Ayres, gerente comercial.

A construtora estenderá a comodidade para todos os clientes, mesmo os que compraram apartamentos em outros empreendimentos. Como o kit é adaptável, pode ser instalado em locais que não foram planejados para contar com automação.

Economia

Um dos gastos essenciais que mais tem onerado o orçamento doméstico é a conta de energia elétrica. A automação tornou-se uma aliada dos que ‘lutam’ contra os gastos excessivos e se empenham em economizar. Estudos de empresas que operam com tecnologia desta área demonstraram queda entre 10% e 35% no consumo de energia elétrica em residências e empresas que implantam sistemas de controle remoto de luzes e aparelhos elétricos. Apostando nessa eficiência energética como aliada na hora da negociação, a construtora prospecta vender todas as 128 unidades ainda no segundo semestre de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *