Eenfermeiras transformam crise em oportunidade de empreender

Manaus passou a contar, desde o último dia 1º de junho, com o primeiro espaço dedicado exclusivamente a consultas de enfermagem e empreendedorismo na área. A ideia partiu de uma dupla de enfermeiras com vasta experiência assistencial, durante a pandemia do novo coronavírus, a qual acendeu o alerta sobre as necessidades de se redobrar os cuidados com a saúde, apostando, principalmente, na prevenção. O 3S Consultório de Enfermagem fica localizado na Avenida Álvaro Maia, 259, São Geraldo, zona Centro-Sul. Os agendamentos podem ser feitos pelos telefones (92) 981131608 , ou, 991468232.

Transformar a crise em uma oportunidade de empreender foi o primeiro desafio enfrentado em um mercado até então monopolizado por outras categorias. Especialista em Gestão em Saúde e Gestão da Qualidade, a enfermeira Alyne Menezes, uma das idealizadoras do projeto, explica que a consulta em enfermagem serve para orientar, avaliar e também complementar, eventualmente, o trabalho médico, tornando mais acessível a oferta desse tipo de serviço.

Além dela, a enfermeira obstetra Gizelle Cavalcante também embarcou no projeto. As consultas podem ser feitas de forma presencial ou a distância, através da teleconsulta.

O mesmo ocorre em casos de consultorias especializadas. “Algumas pessoas têm receio de empreender porque não sabem como começar ou como enfrentar a burocracia. Mas, com a orientação correta, é possível desenvolver um trabalho de qualidade no setor privado, tanto na assistência, quando na gestão de negócios em saúde”, destacou Alyne Menezes.

Legislação

A atividade realizada em consultório de enfermagem e o seu funcionamento são amparados pela Resolução do Cofen nº568/2018, tornando a prática regulamentada e legal, além de permitir uma atuação mais independente do enfermeiro no processo de promoção à saúde fora do ambiente hospitalar.

Além disso, a Lei nº 7.498/1986 prevê a consulta de enfermagem como atividade privativa do enfermeiro generalista, reforçando e permitindo a atuação do mesmo de forma autônoma, livre e independente. “A ciência da enfermagem é o cuidar e isso envolve muitas coisas além do processo de cura de doenças”, explica a enfermeira.

Entre os exemplos dados por ela, estão: o acompanhamento de doentes crônicos (como diabetes, hipertensão, entre outras) para avaliação, tendo em vista que algumas comorbidades necessitam de suporte permanente de um profissional da saúde; o acompanhamento de gestantes como complemento do pré-natal e também de mulheres em período de resguardo (pós-parto); de pacientes submetidos a cirurgias, que também podem optar por esse apoio para a troca de curativos e outras dicas de saúde, entre outros.

Segundo a enfermeira, a consulta com um enfermeiro tem o objetivo de acompanhamento, promoção, proteção, recuperação ou reabilitação do paciente. E essas ações significam muito, quando são efetuadas no sentido de produzir mudanças favoráveis à saúde e mais qualidade de vida. “A consulta segue um roteiro sistemático e contínuo, que obedece a uma metodologia (protocolo) e é totalmente independente. O paciente pode simplesmente procurar um consultório e passar a ser acompanhado por um profissional de sua escolha, que vai gerenciar a sua saúde de uma forma geral”, destacou.

De acordo com ela, a ideia não é competir com a área médica. E sim contribuir com a ampliação ao acesso à saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *