CPI da Saúde ouve mais cinco pessoas esta semana

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde dá continuidade, nestas terça (16) e quarta-feira (17), às investigações referentes à compra de respiradores no Amazonas durante a pandemia, por meio da convocação de cinco novo depoentes. Na nova chamada, estão o ex-secretário de saúde, Rodrigo Tobias; o sócio-proprietário da FJAP – empresa fornecedora dos equipamentos – e, ainda, ex-servidores da Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

“Até o momento, todos os depoimentos que colhemos foram decisivos para que chegássemos a descobertas sobre a compra dos respiradores, tanto que verificamos fraudes na escolha da empresa responsável pela disponibilização do equipamento à Susam. Hoje iniciamos nova etapa de inquérito, que sem dúvida, deve ser ainda mais conclusiva”, afirmou o presidente da comissão, o deputado estadual Delegado Pericles.

Nesta terça-feira, serão ouvidos, a partir das 14h, o senhor Fábio José Antunes Passos, sócio-administrador da Empresa FJAP e Cia Ltda; Caio Henrique Faustino da Silva, do Setor de Projetos da Susam; e João Paulo Marques dos Santos, ex-secretário executivo da mesma Pasta estadual.

“São pessoas citadas durante as oitivas como diretamente ligada ao processo de aquisição. Precisamos ouvi-las para sabermos qual o papel que cada pode ter tido e que novos esclarecimentos podem nos revelar durante questionamentos”, continuou.

A quarta-feira será reservada para que os titulares da comissão ouçam os senhores Perseverando da Trindade Garcia Filho, ex- Secretário Executivo do Fundo Estadual de Saúde da Susam; e Rodrigo Tobias de Sousa Lima,
Ex-Secretário de Estado da Saúde.

“Como administradores diretos e superiores da pasta durante o período de aquisição, eles devem ser fundamentais para o esclarecimento de todas as questões abordadas e levantadas até aqui, sejam por meio da nossa investigação , ou via depoimentos coletados. Que todos nós façam chegar à verdade absoluta do caso”, concluiu.

A CPI chega nesta terça-feira à sua sétima reunião. Neste período, duas inspeções foram realizadas e três depoimentos foram coletados. Na última sexta-feira, valores apresentados pela comissão demonstraram esquema fraudulento descoberto no superfaturamento dos respiradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *