Em ano eleitoral, Associação Amazonense de Municípios está abandonada e sem lideranças

Depois da renúncia de Junior Leite, que presidia a instituição até o início do mês, a Associação Amazonense de Municípios (AAM) está sem um prefeito sequer em sua diretoria e praticamente abandonada. Toda a diretoria foi obrigada a renunciar, uma vez que quase todos os membros devem participar das eleições deste ano.

Pouco antes de sair, o então presidente Júlior Leite, que é pré-candidato à reeleição pela prefeitura de Maués, nomeou um dos servidores da casa como representante da AAM e publicou decreto convocando novas eleições para uma nova diretoria. O grande problema é que poucos prefeitos ou ex-prefeitos podem disputar o pleito, uma vez que a grande maioria deve participar das eleições municipais.

De acordo com a publicação no Diário Oficial da AAM, a entidade, que já teve grandes políticos na presidência como o deputado federal Júnior Leite e o ex-prefeito de Itamarati, João Campêlo, tem até 120 dias para realizar uma nova eleição interna.

Em uma possível disputa pela presidência, poucos nomes estariam aptos, como o do prefeito Ivon Rates, de Envira, que teria o apoio inclusive do governador Wilson Lima, porém ele já afirmou que sua prioridade é combater o Covid-19 e cuidar de seu município até o fim de seu mandato.

Outro nome, um que vem crescendo entre os pares é o do prefeito de Santo Antônio do Içá, Abraão Lasmar, que finaliza seu segundo mandato este ano, mas há dificuldades em formar chapas, uma vez que ao menos 20 nomes são necessários. Outro possível candidato seria o prefeito de Manaus, Arthur Neto, mas este dificilmente se envolveria na disputa.

É triste imaginar que uma entidade de tamanha representatividade para os municípios, que iniciou projetos importantes como a implantação do INSS Digital no interior, que renderia bilhões para a economia, a regularização dos aeroportos e diversos outros, está sem nenhuma liderança municipalista neste momento.

Por meio de nota, a AAM se manifestou. Veja na íntegra:

NOTA AAM – PORTAL DO AMAZONAS

 A Associação Amazonense de Municípios (AAM) esclarece que, diante da renúncia do prefeito de Maués, Junior Leite, e dos demais gestores eleitos para a direção da entidade no biênio 2019/2020 – por conta da legislação eleitoral – permanece com suas atividades e em pleno funcionamento, que seguem sendo realizadas pelo quadro técnico e administrativo da AAM de forma presencial em sua sede em Manaus.

 Como principal entidade municipalista no Estado, a entidade também esclarece que mantém em constante articulação com todos os prefeitos do Amazonas na busca, junto aos órgãos públicos e entidades estaduais, federais, com a Confederação Nacional de Municípios (CNM) e com os demais representantes do Estado, na busca constante por apoio, suporte e entendimento para solucionar as principais demandas dos municípios amazonenses, principalmente, neste momento, referentes à prevenção e combate ao coronavírus.

 Desta forma, a AAM permanece como sempre esteve, com suas atividades sempre na defesa dos interesses, demandas e propostas para o fortalecimento dos municípios do Amazonas.

Direção Executiva da Associação Amazonense de Municípios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *