Josué agradece Bolsonaro por ajuda envida ao Amazonas

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto (PRTB), agradeceu neste sábado (2) o presidente Jair Bolsonaro pelo envio de materiais, medicamentos e profissionais para socorrer a população amazonense afetada pela Covid-19. E também a vinda do ministro da saúde, Nelson Teich e o secretário executivo Eduardo Pazzuelo para acompanhar de perto o atendimento à população.

“Obrigado Bolsonaro. Obrigado Ministro da Saúde. Obrigado servidores do Ministério da Saúde”, afirmou Josué lembrando que o Amazonas é o primeiro Estado a receber a nova cúpula do Ministério da Saúde e que isso mostra o quanto Bolsonaro tem priorizado o Estado, que é o quinto mais afetado pela doença no país.

No sábado chegaram em Manaus mais de 200 mil máscaras cirúrgicas e 17 mil máscaras N95 para os profissionais de saúde, além de medicamentos, respiradores mecânicos, cilindros de oxigênio e álcool em gel. Neste domingo estão chegando mais 267 profissionais de saúde, contratados pelo Ministério da Saúde, para atuar no enfrentamento à Covid-19. São 37 médicos, 118 enfermeiros, 57 técnicos em enfermagem, 26 fisioterapeutas, 12 farmacêuticos e 17 biomédicos. Os profissionais são da ação estratégica “O Brasil Conta Comigo”, que está cadastrando e capacitando profissionais, residentes e estudantes da área de saúde de todo o país para atuarem no atendimento à população diante da pandemia de coronavírus, em apoio aos estados e municípios que mais precisam.

Intervenção

Josué é um dos autores do pedido de intervenção federal na saúde junto com mais 12 deputados do Amazonas. O pedido foi aprovado na Assembleia Legislativa do Estado e encaminhado ao Governo Federal, inclusive entregue nas mãos do presidente Bolsonaro. A intervenção na saúde não foi aceita pelo Governo do Amazonas, mas após recomendação conjunta dos Ministérios Públicos Federal (MPF), do Trabalho (MPT) e do Amazonas (MPE) o Governo Federal decidiu enviar auxílio e acompanhar de perto as ações de atendimento à população amazonense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *